sexta-feira, 15 de maio de 2009

Casa do Espanto 2


O PSDB no Rio Grande do Sul é acusado de uso de caixa 2 na campanha que elegeu a governadora Yeda Crusius em 2006. O marido da tucana, Carlos Crusius, é citado como um dos arrecadadores. As denúncias partiram do PSOL, que diz ter provas das acusações e quer que o Ministério Público investigue o caso.

Reportagem da revista Veja desta semana informa que, Carlos Crusius, o marido da governadora na época da campanha eleitoral teria recebido, logo após a eleição de Yeda, a quantia de R$ 400 mil de duas fabricantes de cigarro.

O dinheiro teria sido utilizado no pagamento de contas pessoais do casal e na compra de uma casa em bairro nobre de Porto Alegre. A denúncia, segundo a Veja, aparece em uma gravação feita por Lair Ferst, antigo aliado tucano, parte fundamental na campanha de Yeda ao Piratini e réu em processo sobre fraude milionária do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS).

Veja todas as acusações contra o governo gaúcho:


Fonte: Estadão 12/05/09

Um comentário:

Reggi* disse...

Oiiiii querida!!
nossa que ruiim einn.. esses politicos nenhum presta neah ?!
só por deus mesmoo !
bom final de semana
beijaoo.. ;*